Libras

Desde que o Decreto 5.626, de 22 de dezembro de 2005, incluiu como disciplina curricular obrigatória nos cursos de formação de professores e de fonoaudiólogos a Língua Brasileira de Sinais, ratificou-se o direito à educação, saúde e acesso das pessoas surdas na sociedade globalizada. Esta determinação trata da disseminação de uma língua que possibilita a cidadania de inúmeras pessoas que convivem com o silêncio dos demais membros da sociedade.

A Língua Brasileira de Sinais precisa ser interiorizada por professores, instrutores e membros da sociedade com vistas a garantir o respeito à diferença e a singularidade linguística das pessoas que apresentam a surdez. Para tanto, é necessário garantir aos profissionais o conhecimento para desenvolver atividades com recursos educativos e equipamentos tecnológicos que promovam o adequado atendimento às necessidades linguísticas, educacionais e culturais das pessoas surdas.

MATRIZ CURRICULAR

O curso de pós-graduação a distância – EAD – da FAEL foi composto em três módulos temáticos englobando teoria e prática, nos quais professores qualificados promovem o desenvolvimento de práticas pedagógicas, visando aflorar nos alunos a necessidade de aprimoramento e pesquisa numa era tão competitiva.

Módulo Básico

Envolve disciplinas de formação básica relativas ao desenvolvimento profissional em uma respectiva área. Estão contidas também as competências primordiais para o satisfatório desempenho da atividade.

DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA

Mídia, Tecnologias e Aprendizagem 30 horas

A mídia como recurso para construção de discursos. Mídia e vida humana – implicações e intervenções na natureza humana a partir do aparato tecnológico do Sistema Social da Mídia. Imagens Midiáticas e suas relações sociais. Linguagens midiáticas e suas implicações sobre a formação do sujeito. A mídia como dispositivo pedagógico. Mídia e tecnologia, a ampliação do potencial comunicativo. A mídia e seu potencial de (re)significar objetos. A relação da mídia com a educação, no estabelecimento de contextos complexos para a relação ensino/aprendizagem.

Fundamentos Filosóficos e Pedagógicos do Ensino Superior 30 horas

Caracterização da educação superior e suas finalidades. Fundamentos pedagógicos do ensino superior amparados nas tendências progressistas: a libertadora, a libertária e a crítico-social dos conteúdos. Processo formativo na educação superior, priorizando a universidade como espaço por excelência para a produção do conhecimento. Excelência e competência profissional na ação docente. Fundamentos filosóficos da educação superior. A reflexão filosófica e seu papel na formação de educadores e acadêmicos críticos e conscientes de sua condição de produtores de cultura.

Diversidade e Inclusão Educacional 30 horas

Multiculturalismo: o enfrentamento da diversidade cultural na escola, compreendendo a constituição da sociedade em sua pluralidade. A diversidade cultural na legislação brasileira. A desconstrução de discursos e conceitos em relação às questões raciais. A escola como espaço para a construção de relações interculturais. O enfrentamento de estereótipos e preconceitos, discriminações e racismos, bem como os processos de inclusão e exclusão social e institucional das pessoas diferentes. Diversidade e currículo e as práticas educativas dos professores. O currículo e sua visão democrática. Estratégias pedagógicas frente à diversidade cultural. A escola e o pluralismo cultural e currículos multiculturais no estabelecimento do respeito às diferenças.

Teorias do Pensamento Contemporâneo 30 horas

A natureza do conhecimento e sua evolução. O pensamento e a construção do conhecimento, considerando três elementos essenciais: o sujeito, o objeto, a imagem. Estruturas e formas de conhecimento: empírico, teológico, filosófico e científico. Pensamento científico, da era clássica à moderna. O Racionalismo: a faculdade autônoma do conhecimento, tendo por base “A razão”. Paradigmas do pensamento científico do séc. XX. Fenomenologia: a intencionalidade da consciência humana. O conflito de paradigmas e abordagens contemporâneas. A complexidade humana: limites e desafios culturais.

A Psicologia do Comportamento Escolar 30 horas

Compreender comportamentos e indicar possibilidades oferecidas pela psicologia no processo de aprendizagem. A concepção de aprendizagem à luz das teorias da aprendizagem e científica. A Terapia Cognitiva Comportamental (TCC) e sua influência no relacionamento professor-aluno. Gestão de relacionamento e comportamento escolar – relações interpessoais. Inteligência emocional. Comportamento em sala de aula, a questão da indisciplina. Habilidades sociais em sala de aula: relação professor-aluno. Bullying influenciando o comportamento escolar (sua identificação, efeitos, o papel do professor em seu enfrentamento). A separação dos pais e a mudança comportamental das crianças. Os transtornos psiquiátricos/emocionais influenciando o comportamento do aluno na escola. Dificuldades de aprendizagem ocasionadas pela dislexia, discalculia e dispraxia.

Metodologia da Pesquisa Científica 30 horas

Conceituação e natureza da pesquisa científica. As formas de conhecimento: ciência, senso comum e ideologias. O método das ciências naturais e das ciências sociais. A evolução dos métodos de pesquisa. O método argumentativo, sua ascensão, queda e renascimento. A epistemologia Kantiana. O método dialético e as contribuições de Hegel e Marx. Principais métodos de pesquisa: dedutivo, indutivo, hipotético-dedutivo, histórico e comparativo. A evolução da ciência na contemporaneidade. Principais tipos de pesquisa: exploratória, descritiva, explicativa. Elementos essenciais em um roteiro de pesquisa (tema, problema, hipótese, referencial teórico e revisão da literatura). Ferramentas, fontes e esquemas de pesquisa. A questão do plágio. O papel do orientador no desenvolvimento da pesquisa. Principais formas de pesquisa (participante, qualitativa, documental, quantitativa). Elaboração do artigo científico e demais trabalhos de conclusão de curso.

Módulo Específico

Engloba as disciplinas da linha de formação do aluno, focando numa qualificação mais direcionada à área de atuação do mesmo. Por isso, o aluno deverá escolher seis (6) disciplinas que pretende cursar, no ato da matrícula, impreterivelmente. Nesta metodologia, o aluno participa das aulas virtualmente.

DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA

Avançado de Libras 30 horas

Histórico da língua portuguesa. Língua portuguesa e LIBRAS: a educação bilíngue para surdos. Ouvinte X Surdo: um jeito de ser. Literatura surda. Língua portuguesa em LIBRAS: aspectos linguísticos e semânticos. Fonologia em LIBRAS.

Bilinguismo 30 horas

O discurso da inclusão. Os diversos olhares sob a educação inclusiva. Libras e bilinguismo como direito da criança surda. O preconceito à surdez. Oralismo – um discurso equivocado. A ação pedagógica ao aluno surdo usuário de amplificador. O letramento bilíngue e as ascensões do aluno surdo: reflexões para a prática pedagógica. Educação bilíngue para surdos – uma questão de identidade. O acolhimento e reconhecimento das diferenças dos alunos surdos: aprendizagem e ruptura de obstáculos. A construção de uma condição sociolinguística bilíngue. A prática pedagógica eficiente para surdos. Leituras textuais eficientes. Particularidades das produções textuais dos surdos. Como tornar mais atraente o aprendizado dos surdos.

Básico da Língua de Sinais 30 horas

LIBRAS, sua importância como primeira língua ao povo surdo. As fases que antecedem ao bilinguismo: oralismo e comunicação total. A declaração de Salamanca: direito de educação para todos, em especial ao respeito às peculiaridades das pessoas com necessidades especiais. A inclusão no ambiente escolar no Brasil. A importância do intérprete de LIBRAS. A informática como aliada à educação de surdos. A oficialização de LIBRAS pela comunidade surda no Brasil: mudança de paradigmas (da visão clínica-patológica à cultura surda).

Cultura Surda 30 horas

Conceituação de cultura. O conceito de “ser surdo”. Considerações históricas sobre os surdos. Diferenciação de: “escola para surdos” e “escola de surdos”. Fala X língua de sinais. Conceituação de “cultura surda”. Identidades surdas: políticas, híbridas, flutuantes, embaçadas, de transição, de diáspora, intermediárias. Especificidades das identidades. Construção das identidades. Multiculturalismo: surdos, cultura surda; ouvintes, cultura hegemônica. Realidade escolar, um repensar acerca do currículo. Tecnologias para comunicação e a promoção da acessibilidade Lei 10.098/ 2000). Manifestações culturais dos surdos.

Fundamentos da Libras 30 horas

Os surdos no mundo. Considerações sobre os surdos. Educação inclusiva. O intérprete de LIBRAS. Escrita de LIBRAS – Signwriting. Os parâmetros da língua de sinais: a dactilologia, a orientação espacial, expressão gestual, a expressão facial e corporal. História da linguagem de sinais. Características próprias das línguas de sinais.

Intermediário de Libras 30 horas

Funções da linguagem. Funções da LIBRAS, Por que “língua” e não “linguagem” de sinais. História da LIBRAS. Estrutura linguística da LIBRAS. Estrutura morfológica da LIBRAS. Formação de palavras em LIBRAS. As classes gramaticais das palavras em LIBRAS: substantivos, verbos, adjetivos, pronomes, numerais, artigos. Tipos de verbos da LIBRAS. Flexão das palavras em LIBRAS. Aspectos semântico das palavras em LIBRAS. Sinais icônicos e sinais arbitrários em LIBRAS.

Metodologia e Adaptações Curriculares 30 horas

A inclusão como ação política, cultural, social e pedagógica. Histórico da Educação Infantil. Indicações históricas e normativas na educação especial: documentos norteadores no âmbito internacional; documentos norteadores no âmbito nacional. Metodologia e adaptações curriculares: currículo, adaptações curriculares (não significativas e significativas). Rede de apoio. Serviços especializados: classe especial, escola especial, classes hospitalares, atendimento pedagógico domiciliar. Serviços de apoio pedagógico especializado: sala de recursos, centro de atendimento especializado, profissional intérprete, instrutor surdo, professor de apoio permanente, classe comum, itinerância. Áreas de deficiência: auditiva, visual, física, mental/intelectual, múltipla, altas habilidades, transtornos globais do desenvolvimento.

Metodologia, Intervenção e Adaptações Curriculares para o Surdo 30 horas

Histórico da deficiência auditiva. Educação de surdos no Brasil. Conceito de deficiência auditiva: tipos de surdez, principais tipos de distúrbio auditivo, causas da deficiência auditiva. A linguagem. A linguagem e o pensamento segundo Piaget e Vygotsky. Aparelho auditivo. Benefícios do aparelho auditivo ao usuário. Educação de surdos de acordo com Vygotsky e Skiliar. Processo de construção da alfabetização da criança surda. A inclusão dos surdos na educação. Metodologia de trabalho pedagógico com a criança surda. Avaliação da aprendizagem da criança surda. Avaliação de texto elaborado por aluno surdo.

Psicologia e Aprendizagem 30 horas

Concepções de psicologia e de aprendizagem. Concepção de inteligência. Classificação do QI (quociente intelectual). Deficiência mental. Múltiplas inteligências. Conceito acerca do funcionamento do cérebro. Conceito de personalidade: neuroses e psicoses. Distúrbios de personalidade. Transtornos de personalidade. Escolas de psicologia: behaviorismo, Gestalt, psicanálise. Teorias da aprendizagem: epistemologia genética de Piaget, construtivista de Bruner, sócio-cultural de Vygotsky, inteligências múltiplas.

O Contexto Social e as Práticas Pedagógicas para “Surdo/Cego” 30 horas

Múltipla deficiência sensorial e surdocegueira. Surdocegueira. Deficiências múltiplas. Etiologia da deficiência. Síndrome de Usher. Retinose pigmentar. Perfil da criança surdocega e seus contatos com o ambiente próximo. Abordagens teóricas sobre crianças surdocegas. Relação de apego e confiança. Relação de apego e confiança. Movimento coativo. Referência não representativa. Imitação. Gestos naturais. Aspectos pertinentes à comunicação. Como se comunicar com pessoas surdocegas? Como escolher um sistema de comunicação? Comunicação receptiva. Comunicação expressiva na criança surdocega pós-linguística. Outros aspectos a considerar na comunicação expressiva. Princípios orientadores da educação. Trabalho em equipe. Incidência e avaliação. O papel da família. Aspectos educacionais importantes para a inclusão.

Pesquisa

Esta metodologia orienta o aluno quanto à estrutura, desenvolvimento e defesa do trabalho de conclusão de curso. O formato concilia conhecimento universal e personalizado.

DISCIPLINA CARGA HORÁRIA

Trabalho de Conclusão de Curso 60 horas

O trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é de caráter obrigatório. Cada cursista realizará um trabalho de pesquisa que resultará em um artigo científico, obedecendo às normas técnicas oficiais e demais normas estabelecidas pela FAEL para elaboração, formatação e apresentação de trabalhos.
O trabalho, deve observar as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), escrito em linguagem padrão e deverá ser apresentado na forma virtual, contendo de 20 a 30 laudas.
Banca de apresentação, o aluno defenderá o TCC perante uma banca composta por profissionais designados pela coordenação, um dos quais será sempre o orientador.

voltar